Bronquite Cronica ou Aguda

A bronquite pode ser aguda ou crônica e o cigarro é o principal fator desencadeante

Há uma confusão ao diferenciar a bronquite da asma, assim como a gripe e resfriado, rinite e sinusite. São doenças diferentes, mas que se manifestam de maneira muito semelhante.

A bronquite é uma inflamação dos brônquios, tubos que conduzem o ar até os alvéolos pulmonares, estruturas em que se realizam as trocas gasosas, e pode ser classificada em aguda ( com curta duração, de uma a duas semanas ) ou crônica ( que permanece por pelo menos três meses em dois anos consecutivos ).

Diferentes causas da Bronquite

Pode ser causada por vírus, bactérias, inalação de fumaça ou de produtos químicos. Porém, o cigarro é considerado o principal responsável por agravar e até desencadear o problema, fazendo instalar-se a bronquite crônica. Tnato faz ser fumante ativo ou passivo. O paciente com bronquite, em geral, tem uma história de tabagismo.

Outros fatores capazes de desencadear o problema, como a exposição à fumaça do fogão à lenha ou da produção de carvão vegetal, porém, são causas menos comuns.

Como identificar a bronquite

Com a doença, os brônquios ficam contraídos e cheios de secreção. Por isso, provocam sintomas como a tosse produtiva ( com muco ), que é uma tentativa do organismo expelir a secreção que, na bronquite crônica, é clara no início e pode se tornar amarelada e espessa com a evolução do problema. Na bronquite aguda, a tosse também pode ser seca. Outros sintomas que podem aparecer são: desconforto no peito, cansaço, falta de ar e febre baixa.

O médico pode diagnosticar a doença apenas por avaliação clínica ou pedir exames como raio-x do tórax, amostras de expectoração e prova de função pulmonar ( que mede a capacidade dos pulmões ).

Alívio espontâneo

A bronquite é considerada uma doença autolimitada, ou seja, tende a evoluir espontaneamente para a cura. Ela tende a desaparecer em torno de 10 dias e, nesse período, tratam-se apenas os sintomas. Xaropes expectorantes, broncodilatadores, medicamentos para reduzir a febre e antibióticos no caso de infecções bacterianas podem ser utilizados, mas somente com orientações médica. beber bastante líquido e ficar longe da fumaça do cigarro são medidas fundamentais.

A bronquite crônica aumenta o risco de outras infecções respiratórias. Por isso, portadores da doenças precisam ser vacinados contra a gripe e contra a pneumonia.

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook