Sinusite

Embora muita gente confunda rinite com sinusite e vice-versa ( convenhamos, até os nomes são semelhantes ), as doenças são, sim relacionadas, mas diferentes uma da outra. Na verdade, quem tem sinusite já teve rinite, pois a primeira é um agravamento da segunda.

O que é a sinusite? As estruturas nasais têm o mesmo tipo de tecido, sendo as fossas nasais e os seios da face ( cavidades ósseas ao redor do nariz, das maçãs do rosto e dos olhos ) muitos semelhantes. Assim, uma vez que a mucosa do nariz está inflamada, os seios da face não conseguem eliminar as secreções naturais que produzem. Então, o muco de ambas as partes não drenado pelo nariz aloja-se na face, favorecendo a proliferação de bactérias e o processo inflamatório.

sinusite sintomas e tratamentos

Como diferenciar Sinusite da Rinite

A sinusite pode ser aguda ou crônica. No primeiro tipo, são comuns dores de cabeça nas áreas dos seios das face, que podem ser como pontadas, pulsações ou pressão. Obstrução nasal, com presença de secreção amarelada ou esverdeada e até sanguinolenta, febre, cansaço, tosse e dores musculares são outros sintomas.

Já na rinite crônica, os sintomas se repetem, porém, tendem a ser mais intensos durante a noite, quando a pessoa se deita e a secreção escoa para parte posterior das fossas nasais. As reações adversas podem desaparecer ao longo do dia.

Qual é o tratamento da sinusite ?

O diagnóstico da doença é feito por meio de um raio-x bem tirado ou pela tomografia computadorizada, que é mais abrangente e revela a concentração de líquidos nos seios da face.

O tratamento da sinusite pode ser feito à base de antibióticos e corticoides ( de uso tópico ou sistêmico ). No entanto, é preciso verificar o causador da inflamação, já que os antibióticos não devem ser usados em casos de sinusite viral. Em alguns casos, dependendo da gravidade e da duração do problema, procedimentos cirúrgicos também podem ser adotados.

Vale lembrar que, mesmo após uma cirurgia, é preciso dar continuidade ao tratamento de rinite, por exemplo, que costuma estar acompanhada da sinusite. Caso contrário, os dois problemas podem voltar e se agravar.

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook